Notícias

Falta de funcionários cria caos na Caixa do Campus Universitário

06/12/17
Imagine uma agência que funcionava com 20 funcionários e de repente começa a operar com apenas 7. Agora imagine isso em dia de pagamento. Pois foi esse cenário de caos que encontramos nos dias 04 e 05 de dezembro da agência da Caixa Econômica Federal do Campus Universitário.
Com tempo médio de espera de três horas e meia, os clientes aborrecidos descontavam nos funcionários a raiva da longa espera. Eles, por sua vez, faziam o possível e impossível para dar conta de atender a alta demanda.
O problema na agência do Campus começou a cerca de dois anos quando os funcionários começaram a se aposentar e não ser repostos. Hoje o quadro é de apenas nove funcionários, e nos dias citados, havia sido ainda mais reduzido devido a férias e um afastamento por licença-saúde.
O professor Pablo Bellot já esperava há 2h50 minutos e ainda tinha 10 pessoas na sua frente. ‘‘Isso sem contar os preferenciais que precisam ser atendidos primeiro, você fica sem saber que horas vai sair daqui’’, relatou.
A cozinheira Regina Lucia Ferreira já esperava há quatro horas e estava animada por ser a próxima a ser chamada. ‘‘Aqui sempre tem espera, mas hoje realmente foi o dia que mais esperei, é um absurdo isso’’. contou.
O desânimo era evidente no aposentado Paulo Santas que esperava há duas horas e meia e ainda haviam 14 senhas na sua frente. ‘‘Isso é uma falta de respeito com a gente, não tenho ideia de que horas vou sair daqui’’, lamentou.
O desmonte da Caixa faz parte dos  planos do Governo de ganhar o apoio da população para a privatização da empresa. Precismos exigir a convocação dos concursados e novos concursos. A Caixa é do povo brasileiro!

LUTA BANCÁRIA

Mais revistas