Notícias

Sindicato dos Bancários denuncia reestruturação do Banco do Brasil

11/01/18

Na manhã desta quinta-feira (11/01), a diretoria do SEEB-RN organizou um ato na frente do Banco do Brasil, agência Centro (onde funciona a Superintendência), para denunciar e divulgar à população os ataques do Banco do Brasil dirigidos aos seus funcionários. Estiveram presentes as diretoras Albertina Bertino, Izolda Capistrano, e os diretores Juvêncio Hemetério, Marcos Tinoco, Robério Paiva, Leandro Werlling, José Xavier e Tarcísio Cavalcante.

A reestruturação do Banco do Brasil mexe com a vida dos trabalhadores, retira comissões e é contrária a uma reivindicação antiga: a contratação de mais funcionários. Há anos o banco não convoca os aprovados nos concursos para melhor o atendimento ao cliente e diminuir a sobrecarga de trabalho dos bancários e bancárias. O que há é um desmonte dos setores e enxugamento do quadro de funcionários com um único objetivo: obter lucros exorbitantes e também terceirizar. O banco não tem interesse que os clientes estejam dentro das agências. O banco só deslumbra os grandes clientes, os grandes empresários. “Nós entendemos que a unidade dos trabalhadores, a unificação das lutas, permite enfrentarmos o Governo. Seja Robinson, seja a direção do Banco do Brasil, seja Temer. Temos que fazer enfrentamentos com quem nos ataca. Não é possível cada vez mais a retirada de direitos, o sucateamento do Banco do Brasil, a diminuição de funcionários, o atendimento precário e as grandes filas”, disse Juvêncio Hemetério.

Durante o ato, várias pessoas se mostraram solidárias a causa dos bancários, como foi o caso de Agenilda Alves, funcionária pública aposentada. “Eu apoio os bancários e onde eles estiverem estarei junto, quando for possível”, disse a aposentada.


LUTA BANCÁRIA

Mais revistas