Sindicatos dos Bancários RN 10 de agosto é dia do basta e do lançamento da Campanha Salarial

Notícias

10 de agosto é dia do basta e do lançamento da Campanha Salarial

06/08/18
No dia 10 de agosto as principais centrais sindicais do país estão realizando um dia de lutas e mobilizações. Chamado de Dia do Basta!, será um momento de união da classe trabalhadora em defesa do emprego, da aposentadoria e dos direitos trabalhistas.
Em Natal, os bancários encabeçarão uma manifestação pela manhã retardando a abertura das principais agências do centro da cidade. Na ocasião será servido um café da manhã em frente ao Banco do Brasil da Rio Branco, onde será feito o lançamento oficial da Campanha Salarial da categoria.
Já confirmaram presença no Ato diversas categorias, entre elas servidores públicos federais e estaduais, da saúde, educação, técnicos da Universidade, vigilantes, trabalhadores de carros-fortes, entre outros. 
A CSP Conlutas, Central Sindical à qual o Sindicato dos Bancários do RN é filiado, está convocando as diversas categorias que constroem a Entidade para estarem nas ruas em defesa dos empregos e direitos; pela revogação da Reforma Trabalhista e da Lei das Terceirizações e contra a Reforma da Previdência; pelo fim da política de reajustes dos combustíveis; para dizer não às privatizações da Petrobras, Eletrobras e outras estatais e para dizer não à venda da Embraer para a Boeing. Vamos à luta pela revogação da lei do “teto dos gastos” e contra os pacotes de ajuste fiscal dos governos; contra a criminalização das lutas e pelo fim do genocídio nas periferias; para exigir a suspensão do pagamento da Dívida Pública aos banqueiros. Por uma Greve Geral, Fora Temer e todos os corruptos!
 
Campanha
Prevendo a dureza que será a Campanha Salarial deste ano, o SEEB RN vem realizando reuniões nas agências da capital e do interior, conscientizando e mobilizando a base para a construção de uma resistência para avançar e não perder qualquer direito.
Diante do lucro exorbitante de mais de R$ 76 bilhões obtido pelos bancos somente em 2017 (Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica e Santander) os bancários reivindicam ainda, dos banqueiros e do Governo:
- Reajuste de 22%; recomposição das perdas salariais acumuladas; isonomia; PLR linear; a defesa dos bancos públicos; mais contratações; plano de saúde com preço justo e rede conveniada satisfatória; fim do assédio moral; fim das metas; estabilidade no emprego; fim das demissões imotivadas; segurança nas agências e nos postos de atendimento; revogação da Reforma Trabalhista e a continuidade da luta contra a Reforma da Previdência.
A concentração e atraso na abertura das agência se darão no centro da cidade de Natal, mas o Sindicato orienta que outras agências que se organizarem nos demais bairros da cidade poderão fazer o mesmo. Quanto mais organizados e fortes, melhores serão os resultados.

LUTA BANCÁRIA

Mais revistas