Diretoria

COORDENADOR-GERAL

 

  • Gilberto Monteiro

    [Banco do Brasil]

ASSUNTOS JURÍDICOS

Em decorrência dos crescentes ataques que a categoria tem sofrido nos últimos tempos, se faz necessária uma atuação política muito forte para denunciar os agressores, bem como de um Setor Jurídico bastante atuante para dar suporte ao bancário. Para tanto, propomos:

- Aprimorar a assistência jurídica à categoria bancária, reduzindo o intervalo de tempo para a interposição de reclamação/ação trabalhista e ampliar o atendimento com a contratação dos serviços de mais advogados;
- Qualificar o quadro de empregados da área jurídica e propiciar as condições materiais e tecnológicas adequadas de forma a melhorar o nível de informações aos bancários;
- Acompanhar, sempre que necessário, o(a) bancário(a) nos plantões e nas audiências jurídicas;
- Promover palestras sobre temas relativos ao Direito Trabalhista e Previdenciário, usando o auditório do Sindicato para discutir temas jurídicos com a participação de advogados, Ministério Público e outros profissionais que detenham conhecimentos de interesse dos bancários.

  • Izôlda Capistrano

    [Bradesco]

  • Juvêncio Hemetério

    [Banco do Brasil]

ADMINISTRAÇÃO E PATRIMÔNIO

Administrar o patrimônio do Sindicato com zelo, responsabilidade e seriedade tem sido um compromisso da atual gestão e forma de valorizar a credibilidade dispensada pelo bancário. Para o próximo mandato, propomos:

- Continuar a mesma política de gestão do patrimônio, de forma cada vez mais profissionalizada, treinando e qualificando os empregados do Sindicato;
- Promover melhorias na Área de Lazer dos Bancários, executar obra de isolamento acústico do salão de festas, pavimentar o estacionamento e arborizar o espaço, além de outras melhorias estruturais necessárias ao bom funcionamento daquele espaço de lazer, visando proporcionar momentos de descontração, esporte e lazer aos bancários e seus dependentes;
- Executar reforma das instalações físicas da sede administrativa do Sindicato visando oferecer boas condições de trabalho aos empregados e melhorar o atendimento ao bancário;
- Colocar o auditório a serviço dos trabalhadores para suas atividades sindicais, políticas e culturais. O bancário e demais trabalhadores têm direito à arte e à cultura.

  • José Xavier

    [Caixa]

  • Francisco Ribeiro (Chicão)

    [BNB]

FINANÇAS

O crescimento e a solidez das finanças do Sindicato refletem o compromisso e a seriedade do seu colegiado em administrar com muito zelo esses recursos. Para tanto, nos propomos:

- Administrar com zelo e reponsabilidade as reservas financeiras da categoria, de forma a preservar a sua solidez;
- Manter a periodicidade da prestação de contas da entidade com a sua respectiva divulgação no Luta Bancária;
- Manter anualmente a devolução do Imposto Sindical a todos os bancários da nossa base e a isenção do desconto assistencial (fundo de greve);
- Promover alteração estatutária para que a contribuição mensal descontada dos associados seja, de forma linear, o correspondente a 1% de seus proventos gerais.

  • Paulo Eduardo Xavier

    [HSBC]

  • Luciano Sales

    [Banco do Brasil]

COMUNICAÇÃO

O Sindicato deve estar sintonizado com as modernas tecnologias que possam levar a interação da Entidade com a sua base e com a população em geral. Propomos:

- Manter a distribuição com periodicidade semanal do jornal Luta Bancária;
- Manter o site atualizado e dinâmico, com links de interesse dos bancários, objetivando levar com a maior celeridade possível informações à categoria;
- Distribuir de forma esporádica outros periódicos, como o jornal do cliente, o jornal da greve e o jornal cultural;
- Manter uma comunicação permanente com a base através das redes sociais;
- Estimular a participação da categoria nos instrumentos de comunicação da entidade;

  • Marcos Tinôco

    [Mercantil]

  • Alexandre Cândido

    [Banco do Brasil]

SAÚDE E CONDIÇÕES DE TRABALHO

A realidade atual na categoria bancária é preocupante, em decorrência das pressões por metas, assédio moral e sobrecarga de trabalho, fatores que a prejudica física e psicologicamente. Por isso, propomos:

- Acompanhar e apoiar o(a) bancário(a) adoecido(a), junto ao INSS;
- Promover e participar de fóruns, encontros, seminários e palestras que tratam da saúde do trabalhador, sempre que possível, no auditório dos bancários;
- Fortalecer a luta contra o assédio moral e sexual e o combate a todo tipo de discriminação.

  • Robério Paiva

    [Mercantil]

  • Matheus Crespo

    [Caixa]

FORMAÇÃO POLÍTICA

A formação política e sindical são ferramentas importantes para a compreensão da política, da economia e da luta de classes. Por essa razão tanto a diretoria quanto os bancários devem ter formas de aquisição de melhores conhecimentos teóricos para utilizá-los contra os ataques à classe trabalhadora. Nesse sentido, propomos:

- Realizar cursos periódicos para dirigentes, delegados sindicais e bancários de base;
- Promover encontros e seminários com temas de interesse da categoria bancária e de outros trabalhadores, de forma a despertar a sua conscientização para os problemas da classe trabalhadora;
- Ampliar a parceria com as universidades e outras instituições para a realização de eventos, como palestras, filmes, teatros, voltados para a formação política e sindical dos bancários, realizando, sempre que possível, no auditório do Sindicato.

  • Wellington Medeiros

    [Itaú]

  • Leandro Werlling

    [Bradesco]

CULTURA E ESPORTES

A cultura, o esporte e o lazer devem ser propiciados a todos os trabalhadores pelos benefícios que causam à saúde. Os bancários devem exercitar o corpo e a mente e aproveitar a estrutura que o Sindicato lhes oferece. Para tanto, propomos:

- Organizar atividades sociorrecreativas para a categoria bancária e familiares na Área de Lazer dos Bancários;
- Manter o campeonato de futebol dos bancários e promover outras atividades esportivas que contemplem os(as) bancários(as);
- Manter a realização anual da Jornada Cultural dos Bancários, incentivando e ampliando a sua participação;
- Promover ciclo de filmes e debates, em conjunto com entidades culturais do estado, inclusive universidades, preferencialmente no auditório dos bancários;
- Promover e/ou apoiar espetáculos artísticos para os bancários, através da música, teatro, dança e shows, entre outros, no auditório dos bancários, prioritariamente.

  • Wellington Luis (Letto)

    [Santander]

  • Tarcísio Cavalcanti

    [Santander]

GÊNERO, RAÇA E ORIENTAÇÃO SEXUAL

A cada dia as minorias ganham mais visibilidade e reconhecimento. O Sindicato deve ser agente ativo desse processo de conscientização da sociedade. A cor da pele, a raça ou a orientação sexual não devem ser motivos para que o trabalhador sofra preconceitos ou discriminações. Nosso papel será:

- Combater e denunciar todo tipo de discriminação;
- Promover debates e participar de seminários sobre temas ligados a gênero, raça e orientação sexual no trabalho, bem como ao combate ao assédio moral e sexual;
- Incentivar e participar de eventos como o Dia Internacional da Mulher, Dia da Consciência Negra e a Parada LGBT, entre outras;
- Defender os interesses dos Portadores de Necessidades Especiais (PNE), intervindo e cobrando da patronal as condições de trabalho adequadas para esse segmento de empregados.

  • Nancy Silva

    [Caixa]

  • Hilda Azevedo

    [Banco do Brasil]

APOSENTADOS E PENSIONISTAS

A previdência pública e os fundos de previdência complementar têm sofrido muitos ataques governamentais nos últimos anos, inclusive com a elevação do tempo de contribuição e da idade para fins de aposentadoria. Com isso, tanto a classe trabalhadora ativa quanto os aposentados sofrem diariamente pela falta de perspectivas. O Sindicato tem o papel de combater essa violação de direitos, bem como chamar os bancários para a luta. Os aposentados também demandam atividades físicas e culturais. Propomos:

- Atuar em parceria com a Diretoria de Cultura e Esporte para incrementar atividades físicas na Área de Lazer, e realizar um encontro festivo dos aposentados durante a Jornada Cultural dos Bancários;
- Promover, juntamente com outras entidades da classe, o turismo regional para os aposentados;
- Defender os fundos de previdência complementar e os planos de assistência e convênios médicos para os bancários, da ativa e aposentados.

  • João Maria Freitas (Lig-lig)

    [Caixa]

  • João Bezerra (Joãozinho)

    [Banco do Brasil]

ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS

A economia está presente em todas as camadas da sociedade e o trabalhador deve ter a oportunidade de analisar os dados históricos, as pesquisas e o comportamento do mercado, por exemplo, para poder compreender essas informações e ter uma leitura macroeconômica da conjuntura em que está inserido. Para tanto, propomos:

- Promover debates sobre temas que abordem a conjuntura econômica nacional e internacional;
- Elaborar cartilhas e/ou materiais que abordem o estudo das perdas salariais da categoria bancária, bem como da Previdência Social;
- Firmar convênio com entidades e grupos de estudo que ajudem a debater temas políticos e econômicos sob a ótica do trabalhador.

  • Albertina Bertino

    [Itaú]

  • Maria Mercedes

    [Banco do Brasil]

CONSELHO FISCAL

  • Carlos Antony de Siqueira

    [Caixa GIGOV Natal]

  • Edinaldo Araújo da Silva

    [Caixa REREC Natal]

  • Joserrí de Oliveira Lucena

    [BNB Central de Crédito]

  • Juary Luís Chagas

    [Caixa RETEC Natal]

  • Onézimo Pereira da Costa

    [Caixa Ribeira]

  • Raimundo Gilmar da S. Ferreira

    [BB Aposentado]

REGIONAL SERIDÓ

  • Alcides de Medeiros Dantas

    [Caixa / Caicó]

  • De Lamare Bernie M. e Sousa

    [Banco do Brasil / Currais Novos]

  • Lucineide de Medeiros Santos (Neidinha)

    [Banco do Brasil / Caicó]

REGIONAL MATO GRANDE E SALINEIRA

  • Ésio Antônio Moreira Santana

    [Banco do Brasil / Macau]

  • Leonardo da Vince A. Targino

    [Caixa Macau]

  • Valdemir Werner

    [BB Ceará-Mirim]

REGIONAL AGRESTE-TRAIRI

  • Antônio Marcos Arrais

    [Caixa / Nova Cruz]

  • Manoel Lúcio de O. Neto

    [Caixa / Santa Cruz]

  • Mauricea Bezerra Araújo

    [Banco do Brasil / Monte Alegre]

REGIONAL CENTRAL

  • José Ubiratan de A. Júnior

    [BB / Alto do Rodrigues]

  • Washington L. de Assunção

    [BB/Angicos]

  • Rafael Curcio Paiva

    [BB/São Paulo do Potengi]

Voltar

LUTA BANCÁRIA

Mais revistas