Notícias

16 dias e a greve continua firme e forte

21/09/16

Nesta quarta-feira (21/09), as comissões de esclarecimento se intensificaram  nas agências da capital potiguar e no interior do estado. A Fenaban permanece em silêncio após uma semana, desde a última negociação que não mudou em nada em relação à proposta anterior. Devido a esse silêncio, os gerentes estão sendo mais pressionados pelos chefões e estão fazendo de tudo para conseguir dar aquele velho “jeitinho” para continuar a produção, fazendo uso de práticas antissindicais.

Nas agências do Bradesco e do Itaú, por exemplo, os gerentes se recusam a tirar as dúvidas dos clientes, e ainda se revezam em turnos diferenciados. Estão fazendo um verdadeiro rodízio, se aproveitando da permissão de que um gerente permaneça dentro das agências e entrando vários no mesmo dia, batendo o ponto e produzindo para os bancos. “Se for assim, a greve não tá atrapalhando a produção dos bancos. É capaz de passar mais de um mês em greve devido a esses revezamentos”, disse Eduardo Xavier, diretor do SEEB-RN. As comissões de esclarecimento devem prestar atenção a essas práticas sorrateiras dos gerentes, que tentam desesperadamente produzir para os banqueiros.  Falta a estas pessoas consciência de que a luta é por todos.
 


LUTA BANCÁRIA

Mais revistas